Andréa Andréa Andréa

Educação[editar | editar código-fonte]

O uso de portfólios na educação constitui uma estratégia que tem procurado corresponder às necessidades de aprofundar o conhecimento sobre a relação ensino-aprendizagem, de modo a assegurar-lhe, a cada vez, melhor compreensão e mais elevados índices de qualidade.
Tem-se desenvolvido esforços no sentido de uma melhor compreensão das implicações positivas que possam decorrer da sua utilização como estratégia de formação, de investigação, de avaliação e ainda como estratégia de investigação ao serviço da qualidade da formação.
Ao realizar-se, vai existir uma estimulação quer ao nível reflexivo, quer ao nível da conscientização das pessoas que os realizam.
O portfólio apresenta múltiplos aspectos e dimensões da aprendizagem, enquanto construção de conhecimentos e, desta, enquanto condição de desenvolvimento pessoal e profissional dos participantes. Assim, com o aprofundamento e a apreciação das perspectivas educacionais, esta estratégia não apenas vai contribuir para uma estruturação inter-pessoal do conhecimento, como também vai facilitar, se desenvolvida ao longo de um período de tempo, a compreensão dos processos de ensino-aprendizagem. Através do uso do portfólio, podem-se tornar reconhecíveis, quer a natureza, quer a importância das relações interpessoais desenvolvidas nos processos de ensino-aprendizagem.
Como principal evidência do uso do portfólio podem referir-se:
  • Promover o desenvolvimento reflexivo dos participantes;
  • Estimular o processo de enriquecimento conceptual, através do recurso às múltiplas fontes de conhecimento em presença;
  • Fundamentar os processos de reflexão para, na, e sobre a ação, quer na dimensão pessoal, quer profissional;
  • Garantir mecanismos de aprofundamento conceptual continuado, através do relacionamento em feedback entre membros das comunidades de aprendizagem;
  • Estimular a originalidade e criatividade individuais no que se refere aos processos de intervenção educativa, aos processos de reflexão sobre ela e à sua explicação, através de vários tipos de narrativa;
  • Contribuir para a construção personalizada do conhecimento para, em e sobre a ação, reconhecer-lhe a natureza dinâmica, flexível, estratégica e contextual;
  • Facilitar os processos de auto e hetero-avaliação, através da compreensão atempada dos processos.
Segundo Villas Boas "o portfólio é um procedimento de avaliação que permite aos alunos participar da formulação dos objetivos de sua aprendizagem e avaliar seu progresso. Eles são, portanto, participantes ativos da avaliação, selecionando as melhores amostras de seu trabalho para incluí-las no portfólio" (Currículo e avaliação - Indagações sobre Currículo)
“Portfolios são documentos personalizados do percurso de aprendizagem, são ricos e contextualizados. Contêm documentação organizada com propósito específico que claramente demonstra conhecimentos, capacidades, disposições e desempenhos específicos alcançados durante um período de tempo. Os Portfolios representam ligações estabelecidas entre acções e crenças, pensamento e acção, provas e critérios. São um meio de reflexão que possibilita a construção de sentido, torna o processo de aprendizagem transparente e a aprendizagem visível, cristaliza perspectivas e antecipa direcções futuras.” (Jones & Shelton, 2006: 18-19)
Andréa Andréa Andréa

Scrapbook

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
scrapbook é uma terminologia em inglês para definir um livro com recortes, é entretanto uma técnica de personalizar álbuns de fotografias ou agendas com recortes de fotos, convites, papel de balas e qualquer outro material que possa ser colado e guardado no interior de um livro.
O scrapbook, assim como a colagem, consiste também em atividade para a composição de memórias e recordações mediante o uso de fotografias. É um passatempo de decorar se aplica também a cartas, poemas, convites entre outros. Este hobby possui muitos adeptos. Só nos Estados Unidos se estima que existem mais de 25 milhões de entusiastas.
Hoje as pessoas usam o scrapbook para personalizar aniversario utilizando o termo Scrap Festa que hoje é Tendências no mercado.


Andréa Andréa Andréa

Andréa Andréa Andréa


HISTÓRIA


A Escola Estadual Padre Piccinini de Ensino Fundamental e Médio criada sob a
 denominação de Ginásio Estadual de Paraguaçu pela Lei n.º 3.583 de 
23/11/65,
 publicada no Minas Gerais de 24/11/65, foi instalada através da Resolução
 n.º 82/71 publicada no Minas Gerais de 06/04/71
Eis as diferentes mudanças por que passou a Escola: 1941 – criação do
 Instituto                                                                                                                                         
São José, ministrando educação primária em uma casa à Rua Ferreira Prado, 
cedida por seu proprietário Sr. Manoel Alvarenga, cuja esposa 
D. Maria Antonieta Alvarenga por iniciativa própria, trouxera para 
Paraguaçu as Irmãs da Providência a fim de ministrarem educação cristã.
Em 1947 – pelo Decreto n.º 2.401 equiparação da Escola 
às Escolas do Estado e passa a ministrar o Curso Regional.
Em 1963 – pelo Decreto n.º 6.879 a Escola passa a Ginásio Normal 
por força de reforma do ensino.
Em 1965 – através do Decreto n.º 8.121, cria-se o 2º Grau com a
 denominação de Colégio Normal São José.
Em 1969 – o Colégio Normal São José encampa a Ginásio Salesiano 
Domingos Sávio que funcionava na Av. Dom Bosco, n.º 620.
O Ginásio Estadual, já criado, obtém autorização para funcionar:
 Resolução n.º 81/71; autorização esta solicitada pela Direção 
do Colégio Normal São José, de comum acordo com os Padres 
Salesianos que fazem a doação do prédio ao Estado, não havendo 
o menor ônus para este.
Em 01/08/77, pela Lei n.º 7.052/77 o Ginásio passa a denominar-se
 Escola Estadual Padre Piccinini de 1º Grau de Paraguaçu.
A atual denominação foi sugerida pela Associação de Pais e Mestres 
da Escola em homenagem ao Padre Antônio Piccinini que, por mais 
de 40 anos, dirigiu os destinos da Paróquia de Paraguaçu.
Em janeiro de 1985 foi criado o 2º grau, Lei publicada no 
Minas Gerais de 25/01/85.
Em 25/11/02 a escola passa a denominar-se Escola Estadual
 Padre Piccinini de Ensino Fundamental e Médio.
Fundamenta-se, pois nessa origem, no apoio que a direção recebeu 
da comunidade educativa: família, professores, alunos, funcionários


e pelo próprio contexto sociocultural da cidade, a Escola procura 
pautar
 suas atividades pelos princípios cristãos e humanísticos.
Colégio Salesiano Domingos antigo ginasio
Ginásio Salesiano Domingos Sávio, agora atual FEDEOP,
 com atuação
 da Escola Luiz de Melo Viana Sobrinho.
essa
Ginásio Salesiano Domingos Sávio, agora atual Escola 
Estadual Padre Piccinini.
padre
Homenageado Padre Antônio Piccinini. Que por 40 anos, dirigiu 
os destinos da Paróquia de Paraguaçu
Andréa Andréa Andréa

Andréa Andréa Andréa
Andréa Andréa Andréa